Análise de Tsioque – As aventuras da princesa Tsioque


Tsioque é um jogo de aventura em 2D com artes feitas à mão criado pela desenvolvedora OhNoo Studio e Smile com a colaboração do animador Polonês Alek Wasilewski, ele foi lançado em novembro de 2018.

Essa é a análise completa que fiz para o jogo que está disponível na versão PC.

Uma princesa em apuros

A princesa Tsioque foi presa em seu próprio castelo após a chegada de um mago vilão que mudou todo o reinado de seus pais.

Mas ela não vai esperar de braços cruzados um resgate, ela mesma irá escapar e entrar em contato com a mãe e o seu trabalho é ajudar ela nessa missão.

Tsioque presa em sua cela
Tsioque presa.

O jogo é uma aventura de apontar e clicar com cenários estáticos e objetos clicáveis que resultam em alguma ação.

É engraçado e fofo

O jogo Tsioque usa muito bem do humor, os guardas do vilão são trapalhões, as soluções para os problemas são criativas, engraçadas e imprevisíveis.

Tem muitos momentos fofos nesse jogo, não só o visual que é bonitinho e elegante ao mesmo tempo, mas a demonstração de amizade que a garotinha tem com os animais que encontra.

Tsioque encontra a zebra sofrendo maus tratos

A animação dos personagens foi feita de forma magistral e eleva ainda mais a fofura dos bichinhos e até mesmo dos vilões.

Não é somente um conto de fadas

Pode até parecer que pelo enredo o jogo seja só mais uma história de conto de fadas, mas se você jogar até o fim, vai saber que não é somente isso.

Tudo que posso dizer é que a história nem sempre é o que parece e que você vai se surpreender com o seu desfecho e sua moral.

Tsioque sendo levada para a prisão a mando do mago
Tsioque sendo levada para a prisão a mando do mago.

Tsioque não é daquelas histórias que você precisa prestar atenção em todos detalhes para entender, mas é bom você saber ao menos o básico de inglês ou das outras línguas que o jogo possui para compreender tudo.

Quebra-cabeças legais e ação

Se você adora jogos de quebra-cabeças, vai gostar muito de Tsioque, os puzzles desse jogo não seguem o mesmo padrão, existem em uma boa quantidade e em um nível de fácil a médio.

Confesso que fiquei presa por alguns minutos sem saber o que fazer, mas bastou eu tentar um pouco mais e prestar atenção nos objetos e cenários para concluir o problema e seguir adiante sem precisar de detonado (ou ler dicas na internet).

Em Tsioque há muitos clipes animados legais, em alguns deles você pode participar clicando em partes na tela em tempo real antes do tempo acabar.

O sistema de salvamento é automático, ao perder você volta poucos momentos antes, o legal são as cenas de game over que mostra um clipe animado dependendo do que você fez.

Tsioque correndo do guarda na escada da torre do castelo
Tsioque correndo do guarda na escada da torre do castelo.

Existem também alguns puzzles que exigem sua coordenação com o mouse, mas o mais bacana nisso é que se você não tem paciência ou habilidade para jogos de ação, pode clicar para completar essas partes automaticamente.

Como foi jogar Tsioque

No início da gameplay eu levei um choque de visual, animação e sonorização, o jogo é muito bonito e bem narrado.

Em se tratando da gameplay, a primeira parte foi muito difícil para mim, eu precisava me acostumar com os controles e a forma de interagir e demorei bastante para conseguir sair do lugar nos primeiros 30 minutos.

Isso não foi só no início, mais para frente gastei mais alguns minutos tentando saber o que fazer, mas minha insistência foi muito bem recompensada quando consegui passar.

Tsioque e a varinha mágica

Logo aprendi que esse jogo requer que você insista na interação de alguns objetos e o mais interessante foi ter que interagir na cena enquanto ela ocorria, como se fosse em um jogo de ação.

Por mais que eu goste de desafios, em alguns momentos eu tive que passar para frente e deixar de fazer as cenas de ação, mas não antes de tentar realmente, elas exigem precisão e destreza.

O que mais me encantou no jogo não foi só o visual, mas os momentos de humor, a história e quando eu parava para pensar o quão adorável foi a cena que acabei de ver no jogo.

Conclusão

Uma aventura com visual e história moderna, apesar do cenário ser todo na idade média, uma arte maravilhosamente trabalhada e puzzles interessantes, são os ingredientes que fazem do Tsioque um jogo de aventura imperdível.

Até mesmo perder no jogo é satisfatório já que você pode assistir a uma bela animação em consequência disso.

Se você gosta de jogos do gênero e até mais elaborados, recomendo também o Fran Bow.

Espero que tenha gostado da análise e que jogue o Tsioque, se você já jogou e gostaria de comentar sobre ele, ou tirar dúvidas caso você esteja preso em alguma parte do jogo, deixe um comentário abaixo.

Recent Posts