Home Análises Análise do jogo Virginia

Análise do jogo Virginia

Compartilhe

Confira aqui uma análise do jogo de aventura Virginia lançado em 2016, nele você estará na pele de uma agente do FBI em uma aventura um tanto quanto confusa.

Diferente do que pode parecer, Virginia não se trata do nome da protagonista do jogo, mas sim do estado da Virginia dos Estados Unidos da América. É em uma cidade chamada Kingdom na Virginia que acontece os estranhos acontecimentos da trama.

menu-principal-do-jogo-virginia-de-2016

Virginia leva você a uma aventura ao qual o sobrenome é mistério, quando você pensa que algo faz sentido, tudo se desmorona, a verdade é que o jogo não segue uma ordem normal de fatos, sonhos, acontecimentos e do tempo.

No jogo você controla a personagem em uma visão primeira pessoa, você pode usar os comandos para mover e olhar para qualquer direção, com o clique do mouse você interage com objetos importantes para o andamento da história.

personagem-principal-do-jogo-virginia

Esse é um jogo de aventura bem linear, você não precisará se preocupar em vasculhar todas as partes do cenário para encontrar itens escondidos e nem ficará muito tempo tentando entender quais são os próximos passos.

Na história você controla o que é aparentemente uma agente do FBI recém-formada e a acompanha em seu primeiro trabalho em busca de um adolescente desaparecido.

cena-da-entrega-do-distintivo-do-fbi

Algo curioso é que nenhum dos personagens, inclusive a principal, falam, do início ao fim, não há diálogos em formato de áudio ou textos, a única forma de comunicação que temos para entender o que acontece é através das pistas visuais, expressões faciais e documentos encontrados durante a investigação.

Todo o visual do jogo tem um estilo cartoon com a utilização de muitos polígonos para a modelagem dos personagens, as paisagens são tão bonitas como pinturas artísticas de bom gosto.

as-bonitas-estradas-e-paisagens-do-jogo-virginia

Jogar Virginia é como assistir a um filme de menos de 2 horas, o jogo pode ser completado bem rápido. Fica claro que todo o jogo é fortemente influenciado por obras do cinema, logo no começo você irá conferir uma abertura típica de filmes.

telas-de-inicio-do-jogo-de-investigacao-virginia

Por ter um curto período de duração, não dá tempo de você se cansar da história, até porque ela é bem intrigante e nada entediante.

No momento em que você está andando em um corredor, por exemplo, você é transportado para outro lugar, as cenas mudam assim como nos filmes e seriados, sem aviso prévio você muda de ambiente, tudo para que todas cenas façam sentido com a mensagem que o criador quer passar para o jogador.

o-buffalo-um-dos-simbolos-do-jogo-virginia

Mensagem e simbolismo é o que não falta em Virginia, mesmo que você seja a pessoa mais distraída do mundo, é difícil ignorar o fato de que o jogo mostra aspectos absurdos que servem como símbolo para nos enviar uma mensagem.

O mais difícil é ter certeza de que você entendeu bem essa mensagem e logo após o fim do jogo, dúvidas cercarão sua cabeça e logo você procurará respostas ou simplesmente ficará bravo (a) por não entender por completo tudo o que aconteceu.

Jogando de novo você perceberá detalhes que não tinha notado antes e daí por diante ideias e mais ideias brotarão de sua mente para explicar o que realmente aconteceu.

Conclusão

Se você adora bolar teorias, buscar significados ou resolver mistérios, recomendo fortemente que não deixe de jogar Virginia. Um jogo que não exige que você tenha bons reflexos ou que pense muito, mas sim um jogo baseado em uma narrativa muito bem-feita.

Se você gostou do jogo e resolveu jogá-lo, volte aqui depois e deixe um comentário com a sua versão do que pode ter acontecido na história.

Deixe um comentário