Compartilhe

Uma história repleta de ficção científica com cenários futurísticos e um clima pesado de terror, Bioshock abriu portas para diversos jogos que se inspiraram no formato para também criar histórias interessantes e cativantes.

Logo abaixo você irá conferir toda a história do primeiro jogo da série Bioshock com spoilers, tentei apresentar os fatos na ordem em que eles ocorrem e de forma resumida, alguns detalhes menos relevantes para o entendimento foram deixados de lado para que o texto não se expanda até a galáxia. Se você nunca jogou Bioshock e não gostaria de saber o final, visite esta página sem spoilers.

Note que Bioshock lhe dá a possibilidade de 3 finais diferentes de acordo com suas ações no jogo, na história abaixo eu considerei a alternativa que eu particularmente mais gosto (Final bom ou Good Ending) e foi a escolhida por mim na primeira vez que zerei o game.

A construção de Rapture

Tudo começou quando um homem chamado Andrew Ryan resolveu seguir suas ambições, um pouco antes do final da 2ª Guerra Mundial ele planejou iniciar a criação de uma cidade submarítima, nessa cidade não deveria haver as limitações éticas impostas pela sociedade, a censura seria algo proibido, os cientistas não teriam nenhuma barreira para suas pesquisas, um lugar onde os mais fortes não poderiam pisar nos mais fracos, essa cidade seria chamada de Rapture.

Andrew Ryan de Bioshock
O ambicioso Andrew Ryan.

Após o fim da guerra, em 1946 a construção de Rapture tomou início e a cidade já pôde ser habitada no final do ano, todo o projeto foi realizado sem o conhecimento da sociedade em geral, somente os envolvidos na construção e população sabiam de sua existência.

A cidade está localizada entre a Groelândia e a Islândia, no fundo do oceano atlântico. Rapture é uma cidade auto suficiente, toda a energia, comida e água são produzidos sem a ajuda de recursos externos.

Local real onde estaria a cidade de Rapture de Bioshock
Coordenadas 63° 2′ N, 29° 55′ W

Muitos casos de desaparecimentos ocorreram na época, muitas dessas pessoas na verdade foram secretamente morar em Rapture. Os habitantes da cidade foram escolhidos a dedo por Ryan.

Após a total construção da cidade, muitos trabalhadores ficaram sem emprego, Ryan não deu muita importância ao assunto e imaginou que em breve essas pessoas iriam encontrar novas funções em sua cidade. As pessoas que não conseguiam emprego foram morar em um local de Rapture chamado de Pauper’s Drop.

A cidade de Rapture em Bioshock
Rapture é uma cidade no fundo do mar.

Nessa mesma época Ryan estava preocupado com outras questões, como a depressão de algumas pessoas em Rapture devido ao fato da cidade ser isolada do mundo e da falta de luz solar e do ar puro da superfície. Para resolver a situação, Ryan contratou uma psiquiatra chamada Sofia Lamb que ficaria encarregada no tratamento dessas pessoas.

Sofia Lamb de Bioshock
Sofia Lamb.

Sofia fez um ótimo trabalho em Rapture, na época ela fornecia consultas gratuitas para os pobres e promovia ações de caridade, tudo isso fez dela uma forte presença política na cidade, o posto de Ryan estava em perigo e ele começou a tomar consciência disso.

 

ADAM

Brigid Tenenbaum
Brigid Tenenbaum.

Durante os anos de 19491951 a doutora Brigid Tenenbaum trabalhou em pesquisas de aprimoramento do corpo humano em Rapture, tudo começou quando ela descobriu que um homem conseguiu recuperar os movimentos de sua mão paralisada após ser mordido por uma lesma do mar.

Tenenbaum conseguiu apoio financeiro do empresário Frank Fontaine para dar inicio à criação de ADAM, uma substância gerada a partir da secreção da lesma marítima que dava resultados fantásticos ao corpo humano como a cura de doenças e até mesmo o aprimoramento das capacidades físicas.

Frank Fontaine de Bioshock
Frank Fontaine.

Interessado nos incríveis poderes de ADAM, Fontaine financiou uma pesquisa para a produção em massa da substância, mas a única forma de conseguir ADAM em grandes quantidades era implantar no estômago de garotinhas as lesmas do mar. Frank então criou o orfanato Little Sisters para abrigar garotinhas e as usar na produção de ADAM sem que ninguém suspeitasse, as garotinhas submetidas aos procedimentos de geração de ADAM ficaram conhecidas como Little Sisters.

Gene Tonics e Plasmids

Ryan resolveu tomar algumas providências contra Sofia Lamb, ele primeiramente promoveu alguns debates para poder acabar com a reputação da psiquiatra, mas o efeito foi o contrário, Sofia ganhou ainda mais força política. Ryan contratou a empresa Sinclair Solutions para monitorar Lamb e encontrar algo para incriminá-la, Sofia acabou sendo presa na penitenciária Persephone.

Yi Suchong
Yi Suchong.

Durante esta época, as pesquisas de ADAM resultaram em produtos chamados Plasmids e Gene Tonics, isso ocorreu com a contribuição de Tenenbaum e o geneticista Yi Suchong.

O Plasmid consiste em um soro adquirido de ADAM, com ele as pessoas conseguem poderes especiais como lançar fogo, produzir eletricidade e adquirir poderes de telecinesia, porém o seu uso é limitado, o usuário tem que consumir uma substância azul chamada EVE para poder voltar a usar os poderes.

O Gene Tonic é um soro também produzido através de ADAM, ele concebe poderes ao usuário de forma pacífica (somente tê-lo no corpo já lhe proporciona as habilidades) como por exemplo dá ao usuário uma resistência maior a ataques físicos, resistência maior de ataques elétricos e resistência ao frio.

Frank então criou a empresa Fontaine Futuristics para a produção e venda em massa de ADAM e seus produtos.

Andrew Ryan a princípio elogiou bastante Frank pelo sucesso nas pesquisas, mas conforme foram passando alguns anos ele começou a suspeitar que a Fontaine Futuristics estava envolvida em uma série de crimes como assassinatos e contrabando, além do mais, o consumo de ADAM provocava dependência nas pessoas, causando desordem em Rapture.

Jack

Jack o personagem principal de Bioshock 1
Jack em 1958.

No ano de 1956 nasceu Jack, ele é o filho ilegítimo de Andrew Ryan com a amante Jasmine. A doutora Brigid Tenenbaum comprou o embrião do garoto para usá-lo a favor das pesquisas na Fontaine Futuristics, Frank espera que Jack seja uma carta na manga num futuro próximo, por ser filho de Andrew, Jack poderá livremente usar estruturas de Rapture não acessíveis a qualquer um.

O filho de Ryan foi criado por Tenenbaum e por Yi Suchong que conduziram alterações genéticas no garoto, em seu primeiro ano de idade, Jack já tinha o porte e estrutura de um homem na idade dos 19 anos.

Tenenbaum Jack e Suchong de Bioshock
Brigid Tenenbaum, o pequeno Jack e Yi Suchong.

A pedido de Frank, o doutor Suchong implantou na mente de Jack um controle mental que forçaria Jack a aceitar qualquer coisa ao escutar as palavras “Would you kindly” (Você poderia gentilmente…).

Em 1958 Frank enviou Jack até a superfície como um agente dormente que poderia ser ativado no momento em que ele desejasse.

Quem é Atlas?

Uma verdadeira batalha entre Frank Fontaine e Andrew Ryan se estabeleceu. Em setembro de 1958 Ryan enviou seus subordinados para capturar e prender Frank, mas no meio do tiroteio Frank teve a ideia de forjar a própria morte, dessa forma todas as atenções de Ryan sob ele sumiriam.

Frank Fontaine então tomou a posse de uma identidade falsa chamada Atlas. Sua ideia era a de formar uma revolução na cidade de Rapture para acabar com o poder de Ryan, dessa forma Frank poderia coletar todos os materiais de ADAM para a superfície e se tornar uma pessoa muito rica e poderosa.

Quem é Atlas Cartaz de Bioshock 1
Cartaz de Atlas espalhados por Rapture.

Para completar esta tarefa, Atlas passou a usar alguns estabelecimentos da Fontaine Futuristics para reunir o seu pequeno exército da revolução. Após a suposta morte de Frank, Ryan assumiu os negócios da Fontaine Futuristics e continuou a produção dos produtos provenientes de ADAM através de sua empresa Ryan Industries. Os seguidores de Atlas começaram ataques violentos por toda Rapture.

Big Daddies

Nesse momento a dependência da população ao ADAM começou a ser uma grande ameaça, os cidadãos comuns de Rapture usavam ADAM para se proteger dos ataques recentes e a demanda para a substância aumentou em alta escala, as pessoas que usavam ADAM em grande quantidade perdiam a sanidade e se tornavam extremamente hostis, essas pessoas ficaram conhecidas como Splicers.

Um dos Splicers de Bioshock
Splicer.

Ryan tomou a decisão de aumentar a produção de ADAM e para isso passou a enviar as garotinhas do orfanato Little Sister para extrair a substância de corpos de Splicers mortos.

Fazer as Little Sisters extrair ADAM de cadáveres não foi simples, primeiro o doutor Yi Suchong encontrou uma forma de extrair ADAM do sangue dos Slicers, depois ele teve que fazer uma lavagem cerebral nas Little Sisters para que as mesmas concordem em retirar a substância e por último foi criado um guardião para as garotinhas.

Big Daddy e Little Sister em Bioshock 1
Big Daddy e Little Sister.

Big Daddies foi o nome escolhido para os guardiões das Little Sisters, eles foram também criados pelo doutor Suchong, ele usou os seguidores da Sofia Lamb que estavam aprisionados em Persephone e fundiu seus corpos em trajes de mergulho altamente armados com a única missão de proteger a qualquer custo a vida das Little Sisters.

Doutor Gilbert Alexander de Bioshock
Doutor Gilbert Alexander.

O projeto de proteção às Little Sisters contou com a ajuda do Dr. Gilbert Alexander que é especializado em robótica.

Nesse período muitas garotinhas foram sequestradas e usadas na criação de Little Sisters, nem mesmo a filha de Sofia Lamb foi perdoada, Eleanor Lamb foi transformada e usada para coletar mais ADAM, sendo ela a primeira das garotinhas a ser ligada a um Big Daddy, o Subject Delta.

Virada do ano de 1958 para 1959

O dia da virada do ano de 1958 para 1959 chegou e ficou marcado como o início da guerra civil em Rapture. Um pouco antes do dia primeiro de janeiro, Sofia Lamb escapou da prisão e saiu em busca de sua filha Eleanor, com a ajuda de vários Splicers, Sofia consegue localizar a filha, ela usou um Plasmid de controle de mente para forçar o Subject Delta a se matar, para evitar os conflitos, Sofia pegou sua filha e voltou para a prisão onde estarão mais seguras, Eleanor, no entanto, ficou triste com o que aconteceu com o seu protetor Subject Delta.

Virada do ano de 1959 em Bioshock

Ryan não ficou parado após os ataques, ele começou a punir severamente os atos de rebeldia e prendeu vários seguidores de Atlas e até mesmo os seguidores de Sofia Lamb.

Brigid Tenenbaum tomou conhecimento do que aconteceu às garotinhas do orfanato e se sentiu muito culpada pelas consequências de suas pesquisas, ela então desenvolveu um Plasmid que dá a capacidade de destruir as lesmas do mar contidas nas Little Sisters, para que dessa forma ela consiga salvá-las. Sempre que possível, Tenenbaum resgata as garotas e as mantêm protegidas em um esconderijo nos esgotos de Rapture.

Entre 1959 e 1960

Os conflitos entre Ryan e Atlas continuaram mais violentos do que nunca, uma nova série ou espécie de Big Daddy foi construída resultando em guardiões mais agressivos e poderosos.

Os Big Daddies estavam neste ponto muito ligados às Little Sisters, o doutor Suchong destratou uma das garotinhas e acabou sendo assassinado por um dos protetores.

Corpo de Yi Suchong em Bioshock
Doutor Yi Suchong foi assassinado por um Big Daddy.

Mesmo com os Big Daddies mais poderosos, Ryan não conseguiu impedir que o grupo de Atlas matasse diversas Little Sisters, Andrew usou todo o poder da imprensa para colocar os cidadães de Rapture contra os rebeldes.

Dr J S Steinman de Bioshock
Dr. J. S. Steinman.

Muitos assassinatos foram cometidos por conta das loucuras causadas pelo uso de ADAM, o médico cirurgião J.S. Steinman cometeu horrorosos atos de crueldade em seus pacientes durante as cirurgias.

Atlas tirou proveito desses atos para comover parte da população e os guiar contra Ryan. Nesse período Andrew Ryan descobriu que Tenenbaum estava resgatando Little Sisters, ele então começa uma campanha contra a psiquiatra.

Novos tipos de splicers chamados Houdini Splicer aparecem, diferente dos splicers comuns, os Houdinis conseguem usar Plasmids ofensivamente e podem se transformar em uma nuvem de moléculas no ar. Um grupo de Houdinis formou uma seita chamada Saturnine que cultuava Deuses antigos.

Sander Cohen o artista de Bioshock
Sander Cohen.

Um empresário e artista chamado Sander Cohen estava muito insatisfeito com a guerra civil em Rapture, ninguém mais apreciava sua arte, ele então se viu forçado a fechar o maior centro de arte e recreação da cidade, Cohen começou também a usar ADAM em excesso.

Outros lugares de Rapture que antes eram para lazer, agora por exemplo, são usados como área de treinamento para Big Daddies.

Rapture afundava politica e economicamente a cada dia que passava, Ryan em um ato de desespero injetou em si um Plasmid que dava a ele o poder de controlar os cidadães viciados em ADAM, ele estava ciente de que esta atitude iria contra os princípios de liberdade que ele sempre pregou na cidade, mas ele estava disposto a usar essa medida drástica durante os tempos de guerras.

Ryan conseguiu neutralizar os splicers de Atlas que acabou fugindo e se escondendo, porém os esforços de Andrew não foram suficientes para voltar Rapture como era antes, a cidade ainda está infestada de splicers e rastros de destruição podem ser encontrados a cada esquina de suas ruas.

A volta de Jack

A situação de Atlas não era boa, agora ele se viu obrigado a usar seu trunfo, o filho de Andrew Ryan. No momento em que Atlas ativou Jack em 1960, o filho de Ryan entrou em um avião e provocou o acidente da aeronave para cair perto da entrada de Rapture, somente Jack sobreviveu.

Atlas se comunicando com Jack pelo rádio em sua chegada a Rapture

Jack foi programado com memórias falsas, no momento da queda ele nem sabia da existência de Rapture, dentro da cidade ele se comunica com Atlas que diz precisar da ajuda para salvar a família, então Atlas começou a dizer o que Jack deveria fazer sem que ele percebesse o seu plano final, essa foi a maneira mais eficaz que Frank conseguiu pensar para manipular Jack e fazê-lo matar o próprio pai.

Durante o seu caminho, Jack descobre os poderes dados pela utilização de ADAM e aplica em seu corpo alguns Plasmids e Gene Tonics. Não demora muito para Ryan descobrir a presença de Jack na cidade, ele imagina que ele seja um agente secreto de algum país da superfície e envia seus homens para neutralizá-lo.

Jack utiliza o Plasmid de eletricidade Electro Bolt em Bioshock
Jack adquire o poder do Electro Bolt.

Primeiramente Atlas conduz Jack a matar o doutor J.S. Steinman devido ao comportamento violento e desumano que o cirurgião apresenta ao cometer diversos assassinatos na mesa cirúrgica.

Jack encontra uma Little Sister que foi separada de seu Big Daddy guardião, Atlas o aconselha de matá-la ao retirar da garotinha todo ADAM alegando que ele precisará do máximo da substância para continuar vivo em Rapture.

Brigid Tenenbaum aparece e conta a Jack o fato dela ter participado da criação das Little Sisters e apresenta pra ele a opção de usar um Plasmid para retirar ADAM das garotinhas sem ter que matá-las, porém esse método lhe conceberia uma quantidade menor da substância. Jack se depara com uma escolha, ouvir Atlas ou salvar as garotinhas, Jack escolhe sempre salvár as Little Sisters.*

*Escolha pessoal do jogador que muda o final da história.

Conforme solicitado por Atlas, Jack deve seguir seu caminho até os estabelecimentos da Fontaine Fisheries, um dos primeiros negócios de Frank que servia de fachada para o contrabando de itens do mundo externo para Rapture.

Peach Wilkins de Bioshock cara da camera de pesquisas
Peach Wilkins.

O guardião da entrada Peach Wilkins desconfia que Jack está lá com más intensões, e promete deixá-lo passar somente se ele tirar fotos de alguns Slicers, durante este período Jack conhece através de gravações e panfletos um pouco mais sobre a cidade e o início dos conflitos entre Frank e Ryan.

Mesmo depois de entregar as fotos, Wilkins não acreditou em Jack e os dois entraram em confronto resultando na morte de Wilkins. Jack consegue encontrar o submarino onde supostamente a família de Atlas estaria presa, após liberar o acesso para Atlas no setor, Jack e Atlas são atacados pelos splicers de Ryan que logo depois acaba explodindo o submarino dos familiares de Atlas. Jack não viu de perto o incidente acontecer e ele não chegou a se encontrar com Atlas nesse momento, dessa forma Atlas continuou seu teatro para enganar o filho de Ryan e alimentar um desejo de vingança contra o seu inimigo.

Arcadia de bioshock regiao florestal
Arcadia.

Agora Atlas tinha a desculpa perfeita para motivar Jack a assassinar Ryan. Atlas pede para Jack ir até Arcadia que seria uma região da cidade equivalente a uma floresta na superfície, é ela que fornece o oxigênio para a cidade subaquática.

Ryan solta um produto no ar de Arcadia que acaba destruindo toda a vegetação do lugar, neste mesmo momento o alarme automático fecha todas as portas do setor para economizar oxigênio.

Julie Langford de bioshock
Julie Langford.

Jack acaba conhecendo Julie Langford, a cientista que participou da criação de Arcadia e do sistema de geração de ar, ela informa a ele que existe uma forma de restaurar a vegetação do lugar, mas antes que ela termine de explicar, Ryan a tranca em uma sala e envia pelos dutos de ar um veneno a matando.

O filho de Ryan descobre através das anotações de Julie o que ele precisa fazer para criar um componente que pode restaurar as plantas chamado de Lazarus Vector, após conseguir fabricar o composto e o lançar no ar, Jack consegue sair de Arcadia e chega até Fort Frolic, o complexo de entretenimento de Rapture.

Ryan matando Julie Langford em Bioshock
Últimos momentos de Julie Langford.

Ao chegar no local as comunicações de rádio entre Atlas e Jack são interrompidas, quem faz isso é Sander Cohen, o homem ficou completamente perturbado mentalmente pelo uso excessivo de ADAM.

A única forma de sair do Fort Frolic seria ajudando Cohen a criar sua obra de arte intitulada de Quadtych, para isso Jack teria que matar e fotografar os corpos de alguns traidores que se tornaram splicers para enfeitar a escultura. Após completar a tarefa, a passagem é liberada e a comunicação com Atlas é restabelecida.

Cohen admirando a obra de arte Quadtych em Bioshock
Cohen admirando a obra de arte Quadtych.

Jack chega até Hephaestus a área de produção de energia de Rapture. Atlas informa a ele que Ryan tem a chave em seu material genético para que eles possam sair de Rapture. Nessa região está o acesso até a sala onde Ryan está, porém Jack descobre que há uma forte barreira eletromagnética que o impede de entrar.

Kyburz de bioshock
Kyburz.

Nesse mesmo setor, Jack descobre que o engenheiro chefe de energia Kyburz tinha um plano para matar Ryan com uma bomba que poderia destruir a barreira de segurança, depois da morte de Kyburz a bomba foi deixada incompleta, Jack procurou os equipamentos necessários e completou a bomba conseguindo assim o acesso ao escritório de Ryan.

Em um momento de desespero Ryan aciona o dispositivo de autodestruição da cidade. Atlas desesperado pede que Jack vá rápido até o encontro de Ryan e desative o sistema.

No caminho Jack encontra uma sala com evidências de que ele na verdade é o filho de Ryan que foi vendido para pesquisas e que foi programado para obedecer sempre ao comando “would you kindly” (“você poderia gentilmente…”). Tudo indica que Ryan descobriu sobre a identidade de Jack.

Jack se encontra com Ryan, ele explica ao filho que na verdade as memórias dele foram artificialmente criadas e poe em prática o poder da frase “would you kindly”, mostrando que ele é somente um escravo nas mãos de Atlas, Ryan ordena que ele o mate. Após a morte de Ryan, Jack desativa o dispositivo de autodestruição através das ordens de Atlas, ele finalmente percebe que está sendo manipulado a cada vez que Atlas repete a frase de ordem.

O assassinato de Ryan em Bioshock
Ryan em desgosto ordena sua própria morte.

Atlas se revela como Frank Frontaine e envia robôs do sistemas de segurança para matar Jack que acaba escapando devida a ajuda de Little Sisters, no caminho ele perde a consciência ao cair e acorda dentro do esconderijo que Tenenbaum usa para esconder as Little Sisters.

Tenenbaum diz para Jack que conseguiu retirar um pouco do controle mental que Frank tem sob ele, mas que ele deveria buscar nas pesquisas de Suchong uma forma de se ver livre do controle mental por completo.

Frank fica sabendo da aliança entre Tenenbaum e Jack e tenta matá-lo ordenando diretamente com a frase, ao perceber que seu comando falhou, Frank aciona um outro comando chamado Code Yellow provocando intensa dor em Jack e a perda de sua saúde gradativamente.

Jack encontra o antidoto para o controle de Frank - Bioshock
Jack encontra o antidoto para o controle de Frank.

Com a ajuda de Tenenbaum, Jack encontra um antídoto para o controle de Ryan sob sua mente, agora ele parte em confronto ao seu inimigo ao se encaminhar até Point Prometheus o local onde são produzidos os Big Daddies, Frank Fontaine não gostou de saber das novidades e desafia Jack a alcançar-lo.

Como nunca antes, Frank usa ADAM e sente todo o poder que a substância lhe dá, ele consegue bloquear o caminho impossibilitando a passagem de Jack. Tenenbaum descobre que a melhor forma de alcançar Frank é fazer com que uma Little Sister entre nas pequenas entradas do prédio e abra as portas para Jack, a única forma disso funcionar perfeitamente para as Little Sisters controladas é se Jack se disfarçar de Big Daddy.

Após conseguir um perfeito disfarce de Big Daddy, Jack consegue passar pelos bloqueios e se prepara para o confronto final. Tenenbaum ajuda Jack a pegar uma seringa de extração de ADAM para usar contra Frank, sendo esse o único jeito de destruir-lo.

Jack extrai ADAM de Frank em Bioshock 1
Jack extraindo ADAM de Frank.

Frank está ligado a uma máquina e está totalmente irreconhecível, ele consumiu tanto ADAM que ficou diferente de qualquer splicer existente, a batalha entre os dois inicia, após bloquear os ataques de Frank, Jack consegue com muito custo retirar todo o ADAM do corpo de Fontaine, ele finalmente é derrotado.

Jack começa a desmaiar, antes de perder a consciência ele vê um monte de Little Sisters retirando mais ADAM e matando completamente Frank.

O final bom de Bioshock
Jack finalmente encontra uma verdadeira família.

Após todos estes acontecimentos, Jack tem a chance de poder comandar toda a cidade de Rapture, mas ele se recusa e leva algumas Little Sisters para a superfície, todas elas tiveram uma vida normal e apoiou Jack até os seus últimos dias.

FIM.

Gostou da história? Acesse outras no mesmo estilo para outros games aqui. Não se esqueça também de curtir a Fã Page do site e se inscrever no canal do Youtube.

16 Comentários (Os comentários são aprovados manualmente pela admin do site e por isso não aparecem de imediato)

  1. Curti demais o seu artigo,excelente.

    Por lances da vida acabei pulando a 7 geração, e após a compra de um pc descobri Bioshock meio que sem querer no final de 2013, e foi de longe uma das melhores experiências com games que já tive, é a franquia da qual mais gosto, até mesmo o tão criticado Bioshock 2 gosto bastante.

    Também fiz o good ending, e sempre tive como escolha salvar todas as little sisters, acompanhei de longe a galera que preferiu matá-las ou ficou em cima do muro.

    Recomendei para vários amigos essa obra e todos gostaram demais, e digo que vale e muito a pena.

    Mais uma vez parabéns pelo artigo, com muitas informações interessantes, agregam e muito após terminar o jogo.
    PS: Se possível rolar um do inicio ao fim do Infinite seria demais também.

    • Olá Allan, que bom ter gostado da matéria, é realmente um jogo muito bom, quem fez Outlast pegou muitas ideias dele e também ficou muito ótimo, recomendo se você ainda não jogou.

      Eu vou anotar aqui sobre o Infinite, eu sempre dou uma olhada nos resultados da pesquisa (aquela logo abaixo do artigo) pra escolher o próximo game da matéria HDIAF.

  2. Sensacional a matéria!
    Gostei muito de como abordaram como completo o mundo Bioshock: não dva nada para esse jogo , até jogar o primeiro: foi uma obra de arte ao meu conteúdo gamer. Fecho toda a triologia de 2 a 3x ao ano e não me canso. Comprei o livro e fiquei ainda mais estigado de jogar um jogo tantas vezes, e agora com seu artigo não preciso nem dizer: estou acabando o infinite para voltar para Rapture. Parabéns gostei muito !!

    • Olá Rok, fico contente que você tenha gostado do artigo, a história de Bioshock é realmente fantástica, há um rumor de que vão lançar em 2016 um pacote chamado BioShock: The Collection para todos consoles novos, consoles da geração passada e PC.

      • Bruna se possível, faça um artigo desse do Infinite: é uma história muito top cheia de surpresas, revira voltas e revelações: ao meu ver é o jogo mais dificil de se entender a timeline de todos eles: eu mesmo sempre que dou um final, vejo a timeline na net dos acontecimentos para entender.

        A e se tivesse do Bio 2 😀 eu confesso que Bioshock 2 é o mais fracos de todos: tanto em dificuldade com uma história curta. Mas não deixo de jogá-lo. Tenho muitas perguntas ainda e dúvidas de como ficou, se tornou a Rapture pós Andrew Raian.

        Abraço, favoritado esse site!

        • Olá Rok, eu estava com a ideia de fazer primeiro o do Bioshock 2 antes do Infinite porque já tinham pedido, quem sabe não vai demorar muito pro Bioshock 2 aparecer por aqui no site e depois o Infinite, primeiro vou terminar de escrever algumas coisas sobre um jogo com uma história muito confusa também que em breve você encontrará aqui no site. Obrigada por acompanhar o site, até mais.

  3. Bruna: muito bom! Um dos melhores textos que eu li a respeito desse jogo. Eu sou fã da série e de tempos em tempos volto lá no game e abro um save pra ver algum lugar específico dos mapas. Recomendo pra você e pra todos que gostam do universo Bioshock que leiam o livro “Bioshock – Rapture” (Jonh Shirley, Ed. Novo Século, 2013) que conta a história desde a concepção de Rapture por Andrew Ryan até os momentos que antecedem os acontecimentos que vemos em Bioshock e Bioshock 2. Enquanto você lê sentirá vontade de jogar de novo pra encontrar cada um dos personagens que vai conhecendo no livro. É uma história genial. Ficarei esperando pelo texto do Bioshock 2. Sucesso pra você.

    • Olá Roberto, fico feliz por ter gostado do texto, eu fiquei sabendo desse livro, agora fiquei com vontade de ler, é melhor eu ler ele antes de fazer o artigo do Bioshock 2, valeu. 🙂

  4. Belo post. A história é meio confusa, pq vc tem de ler o conteúdo dos diários durante a jogatina e ainda interpretar os fatos, então foi muito bom ver um compilado para amarrar as pontas soltas.

  5. Terminei ele hoje de madrugada e que jogo incrível! Já tinha ele faz tempo na biblioteca do Steam e nunca dava chance resolvi jogar e viciei na primeiras horas, esse texto é maravilhoso e me ajudou a entender mais ainda sobre o game, enredo fantástico!

    • Olá Felipe, obrigada pelo comentário, o jogo é realmente incrível, eu agora estou lendo um livro que conta como o Ryan construiu Rapture, esse jogo tem uma história incrível.

Deixe um comentário